O que é inbound Marketing e como essa estratégia pode ajudar sua empresa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No último artigo aqui no blog você conheceu o conceito de Máquina de Vendas, que tem como objetivo automatizar seu processo de vendas e aumentar seu lucro. 

Lá no artigo – se você ainda não leu, clique aqui – comentamos sobre o funil de vendas. No artigo dessa semana, vamos aprofundar o assunto e te contar tudo sobre a ferramenta do marketing mais usada dentro da máquina de vendas: o Inbound Marketing.

O que é Inbound Marketing?

Também chamado de Marketing de Entrada ou Marketing de Atração, é uma interpretação do processo de vendas diferente do tradicional.

No marketing tradicional, o processo de vendas se dá pela oferta do produto por parte da empresa. No Inbound Marketing, se dá pela atração do público-alvo. Ou seja, não é ir até o cliente, mas sim atrair o cliente

O que também se diferencia do marketing tradicional é o foco. No Inbound Marketing falamos diretamente com o público-alvo. 

O que o Inbound Marketing tem a ver com o Funil de Marketing?

O funil de marketing, é o “desenho” do percurso que teoricamente o seu público-alvo percorre até se tornar cliente. Também pode ser chamada de Jornada do Cliente. O Funil tem o objetivo de entender quais são os comportamentos, em etapas, que seu público alvo tem durante a tomada de decisão. 

O Inbound Marketing utiliza a técnica do Funil de Marketing para entender que tipo de conteúdo e comunicação vai atrair seu público em cada uma das fases da tomada de decisão. 

Ou seja: no funil de marketing, identificamos qual é o caminho que o cliente fará, e no Inbound Marketing fazemos o trabalho de guiá-lo por esse caminho. 

O que o Inbound Marketing tem a ver com o conceito de Máquina de Vendas? 

A Máquina de vendas é a automação desses processos: do Inbound Marketing, Funil de Marketing e Funil de Vendas. É a base para que esse processo seja rápido, altamente eficiente e principalmente, que aconteça sozinho, se auto alimentando. 

Agora que você já entendeu a ligação desses conceitos, vamos falar sobre o Inbound Marketing, a estratégia de atrair o público alvo e levá-lo a comprar. 

Você pode encontrar vários formatos diferentes para essa teoria na internet, mas todas derivam dessa principal, que se dá em 4 etapas:

Inbound Marketing

– ATRAÇÃO: Atrair o tráfego de visitantes;

– CONVERSÃO: Converter visitantes em leads;

– FECHAMENTO: Fechar leads em clientes;

– ENCANTAMENTO: Encantar os clientes para que se tornem promotores da sua marca.

Entender o tipo de conteúdo que seu público-alvo acha relevante em cada uma dessas etapas é crucial para o funcionamento da estratégia. 

Entenda o que é feito em cada uma das etapas:

Atração

Todo consumidor, hoje, é atraído na internet pelas ferramentas de busca. Ou seja, Google, Yahoo, Bing, Youtube e outros. As pessoas fazem pesquisas o tempo inteiro, e suas pesquisas dizem quem são (comportamento, gostos) e as levam para os produtos e serviços que tem a ver com aquele conteúdo que ela pesquisou. 

Logo, para atrair seu público alvo você precisa produzir conteúdo que responda suas dúvidas e fala de suas dificuldades. 

Conversão

A pessoa chega no seu conteúdo, que tira suas dúvidas sobre uma possível dificuldade que ela tem. Agora, já sabemos que quem está lendo/assistindo esse conteúdo tem interesse no tema que seu produto faz parte. Converter significa pegar seus dados, e fazemos isso oferecendo algo em troca de seu e-mail, whatsapp, telefone ou qualquer outro dado que possa fazer você contatá-lo depois. 

Geralmente, aqui você entrega uma informação mais aprofundada, uma solução, uma ajuda, uma mão. Tem que valer a pena para que ele tope te passar informações e se conectar com você. 

Se formos analisar o funil de vendas, a conversão acontece no “meio do funil” ou no meio da jornada de compra. 

Fechamento

Um processo altamente eficaz é necessário para que a oportunidade não se perca. CRM de Vendas, email marketing e sistemas de followups precisam estar funcionando muito bem nessa etapa, para que sua equipe concretize cada venda. 

Encantamento

O pós-venda é tão importante quanto a venda. Encantar o cliente faz com que ele seja um porta-voz da sua marca a atraia muito mais prospects para você. As startups mais bem faladas hoje alcançaram seu auge principalmente por terem inovado nessa etapa, fazendo com que a fase de encantamento dos clientes se tornasse o “topo do funil” para novos públicos. 
Precisa de ajuda para implementar essas estratégias na sua empresa? Conte com a gente e marque uma reunião sem compromisso para descobrir como podemos ajudar sua equipe de vendas. Clique aqui para entrar em contato.